Testemunhos

A Misericórdia de Deus através de Maria

Gabriel Paulino
Escrito por Gabriel Paulino em 24 de fevereiro de 2014

MariaDurante a minha infância e juventude, a minha família não frequentava igreja alguma. No entanto, meus pais eram muito bons e deram muito amor aos filhos, tendo feito muitos sacrifícios para garantir que nos sentíssemos seguros e amados. Ao crescer, eu passei pelo mesmo que muitos jovens de hoje passam: não dei a menor importância a Deus. No meu segundo ano da faculdade, eu tive uma grande conversão e passei a conhecer Jesus. Eu lia a Bíblia constantemente. Nessa época, o meu amigo e companheiro de quarto havia recentemente retornado a sua fé católica.

Nós falávamos de Jesus em qualquer lugar que estivessemos. Como ambos estávamos no time de tênis, tinhamos cruzes desenhadas em nossas raquetes para dar testemunho da nossa fé. A maioria de nossos amigos na faculdade eram batistas, então eu fui influenciado por eles, de certa forma, na minha maneira de pensar sobre religião. No entanto, quaisquer diferenças que meu companheiro de quarto e eu tivéssemos, as mesmas não nos atrapalharam a amizade. Naquele tempo, em minha conversão, eu costumava ir à qualquer igreja que tivesse uma cruz, uma vez que eu não estava familiarizado com todas as diferentes denominações cristãs. Meu quarto na faculdade era decorado com um crucifixo e muitas velas. Pensando nisso agora, eu vejo que a forma que era decorada era muita católica, mas não havia sinal algum de Nossa Senhora em qualquer parte. Eu ainda não A conhecia, nem mesmo sabia quem Ela era, somente que foi Ela quem deu a luz a Jesus.

Nos anos que se seguiram depois de minha graduação na faculdade, eu me tornei inconstante na fé a qual eu havia encontrado nos tempos da faculdade. O mundo e todas as suas tentações frequentemente me enfraqueciam e eu caí muitas vezes. Após sete anos, eu eventualmente me casei. Embora ela era uma pessoa maravilhosa, eu sabia mesmo antes do casamento que não deveríamos nos casar, mas em minha imaturidade e fraqueza eu consenti em prosseguir com o matrimônio. Essa decisão resultou que os próximos dez anos fossem muito difíceis para ambos. Eventualmente tudo acabou, mas, graças a Deus, nós conseguimos anular o casamento.

Em 1992, enquanto estava casado, eu fui batizado na Igreja Católica, mas não foi da minha própria iniciativa. Minha esposa queria que eu o fizesse porque ela é católica e íamos à Igreja frequentemente naquela época. Então, eu me converti porque ela o queria, mas não me importava. Eu fui ao curso preparatório para ingresso na Igreja Católica, mas meu coração ainda estava longe de Deus e definitivamente não estava na Igreja Católica. Somente tempos mais tarde foi que eu passei a conhecer Nossa Senhora, o que mudou minha vida para sempre. Eu conto abaixo como foi que eu passei a conhecer à Nossa Senhora e a acreditar na Igreja Católica.

Eu consigo lembrar o dia em que eu estava dirigindo na rodovia e pensava em todas as decisões e ações erradas que eu tinha feito em minha vida e como essas mesmas causaram um impacto na vida de outras pessoas de várias maneiras. Ao dirigir, o canto “Hail Mary, Gentle Woman” (Ave Maria, mulher gentil) tocou no rádio, o qual eu nunca havia escutado antes e comoveu meu coração grandemente. Fiquei encantado com esse canto e o mesmo não saia de minha mente, então queria saber como conseguir uma cópia. Finalmente encontrei alguém que me indicou onde encontrar a gravação, o Center for Peace (Centro para Paz).

Ao entrar no local, havia uma livraria católica e logo senti que era onde eu deveria estar. Não entendia porque, mas simplesmente sabia. Eu perguntei à funcionaria se conhecia o tal canto. Ela disse: “Sim, temos gravado por Michael OBrien.” Ela me conduziu a mesa, a qual tinha vários cassetes, e lá estava uma fita cassete com o nome: “Sounds of Medjugorje” (Sons de Medjugorje). Eu perguntei a ela o que era Medjugorje. Ela me contou toda a história. Ao passo que ela contava, meu coração abraçou tudo o que ela dizia. Eu sabia que o que me contava sobre Medjugorje era verdadeiro e tudo o que acontecia. Imediatamente, todas as dúvidas que eu tinha sobre a Igreja Católica sumiram completamente e eu fui dado a graça de uma conversão instantânea. Eu sabia, sem dúvida alguma, que a Igreja Católica é a verdadeira Igreja e eu abracei tudo o que Ela ensina. Ao entrar naquela livraria, eu entrei uma pessoa, e de lá eu sai outra, com meu coração ardendo por esse local chamado Medjugorje e por uma Mãe que eu nunca soube que tinha no Céu.

Dentro de poucos meses, eu passei a trabalhar como voluntário no outro Center for Peace, na mesma cidade, e eu aprendi tudo o que pude sobre Medjugorje. Logo depois eu li as mensagens de Nossa Senhora que diz que a cura para o Oeste era a confissão mensal. Dentro de pouco tempo com grande trepidação, eu fiz a minha primeira confissão. Que grande graça foi! Um ou dois meses depois disso, no Center for Peace onde eu trabalhava, recebemos a benção de ter a visita da Mirjana, vidente de Medjugorje. Como se isso não fosse o suficiente, no início de minha conversão, o Padre Jozo veio uns meses depois na paróquia que eu frequentava. Eu estava inundado com Medjugorje e meu coração estava cheio de alegria! Meu coração e minha vida mudaram drasticamente e eu havia encontrado um novo lar na Igreja Católica. Foi o canto para Nossa Senhora que foi usado por Deus para guiar-me para a Igreja e de volta para Nosso Senhor, o qual eu havia abandonado muitos anos atrás. Que bom e misericordioso é Ele!

Desde aquele tempo de trabalho voluntário no Center for Peace, tem sido uma grande benção ajudar no trabalho de disseminar as mensagens de Nosso Senhor e de Nossa Senhora. Em 2001, eu senti um chamado para produzir um CD com as mensagens de Nossa Senhora e dentro de um ano a Mary Our Mother Foundation, uma organização sem fins lucrativos, foi criada com o propósito de disseminar as mensagens através de CDs e apostilas. Tivemos muitas bençãos nesse trabalho para Nosso Senhor Jesus Cristo e temos tocado pessoas em todo o mundo com as mensagens, através da graça de Deus e da ajuda de muitos voluntários. Encorajamos você a juntar-se a nós para auxiliar a disseminar essas mensagens. Para saber mais sobre a Mary Our Mother Foundation os convido a visitar o nosso website maryourmother.org (com opção em português).

Com todo o meu coração, eu agradeço a Deus pela Sua Misericórdia e à Nossa Senhora por ter obtido para mim a graça da conversão, a qual me trouxe para a Igreja Católica e de volta para Seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo! Não há alegria maior do que isso.

Greg Amaya
Mary Our Mother Foundation

Salve Maria!

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.