Testemunhos

Jornada de padre Rick Wendell até o sacerdócio

Gabriel Paulino
Escrito por Gabriel Paulino em 20 de fevereiro de 2014

padre Rick WendellPadre Rick Wendell teve uma variedade de experiências em suas vida – incluindo uma EQM (experiência de quase morte) que foi a raiz de sua vocação. Não existe “moderado” na abordagem da vida de padre Wendell. Seja nas pistas de hóquei, pistas de esqui, campos de treinamento de cães de caça com seu Labrador Retriever, no assento de uma motocicleta ou atrás de um volante de um carro, Wendell empurra-se até ao limite.

Sua abordagem a todo vapor quase o afastou definitivamente o verão antes da faculdade, quando bateu sua motocicleta, colocando-o em uma sala de emergência em Minnesota, seguida de uma viagem imediata para a sala de cirurgia onde foi submetido a oito horas de cirurgia. Seu capacete salvou sua vida, acredita Wendell, cujo pulso esquerdo contém uma cicatriz irregular – um lembrete de seu encontro com a morte. “As pessoas começaram a dizer-me: “Deus te salvou para algo especial.”, disse Wendell, em uma entrevista para a Arquidiocese Católica de Milwaukees Herald.

Wendell descreveu sua vida familiar quando era jovem como sendo em torno da fé católica. Seus pais, Thomas e Patrícia, levavam seus três filhos à missa semanalmente, sempre sentados na primeira fila mesmo banco – até mesmo quando chegavam atrasados, para a tristeza de do jovem. Wendell foi um servidor do altar, e freqüentou escolas paroquiais. Algum tempo depois do ensino médio, no entanto, Wendell fé católica tornou-se menos importante para ele.

Graduou-se Bacharel em Ciências (biologia) na Universidade de Wisconsin-Rivers Falls, mas depois de trabalhar por um curto período de tempo em uma sala de emergência do hospital para “construir o seu currículo”, Wendell saiu abruptamente e se dirigiu para as pistas de esqui, tornando-se um instrutor de esqui.

Olhando para trás, Wendell recordou os anos de festa cheios como um tempo em sua vida quando ele estava em busca da verdade “, e ninguém parecia saber o que era verdade.”

“Eu não tinha dúvidas de que havia um Deus”, disse ele de seus pensamentos no momento. Deus só não parece ser relevante para mim. A esta altura, eu não estava mais assistindo a Missa “, acrescentou. Wendell também foi fazer a construção, finalmente voltando para Minnesota e iniciou a sua própria empresa de construção.

Pelos padrões da sociedade, ele estava vivendo a boa vida, disse ele. Aos 27 anos de idade, ele tinha 15 funcionários, estava construindo casas campo de golfe, e tinha todas as armadilhas do sucesso. “Eu estava vivendo a vida. Eu tinha um grande barco, vários carros, todos os tipos de brinquedos “, disse Wendell, acrescentando que ele namorava muito, com a intenção de se casar. Mas aos 29 anos, ele conheceu uma mulher que mudou sua idéia sobre o casamento. Ele ficou noivo, e disse, como o resto de sua vida: “Se você vai fazer algo, fazê-lo grande.” O casal arranjou para ter seu casamento na Catedral de São Paulo, havia reservado o clube de campo local para a recepção, tinha comprado o vestido da noiva e tinha tido o mesmo participado das aulas pré-matrimoniais exigidas pela Arquidiocese de St. Paul-Minneapolis.

Numa tarde de sexta-feira no início do verão, no entanto, Wendell, 30 anos, enquanto trabalhava em um projeto de paisagismo em sua casa, cortou o próprio pescoço – um corte que precisou levar pontos. Os pontos foram inseridos sem incidentes, mas como ele e sua mãe estavam saindo do hospital, Wendell teve uma reação ao anestésico e entrou em parada cardíaca.

A equipe médica tentou reanimá-lo, até mesmo com choques, mas aparentemente sem sucesso. Em um ponto, os médicos disseram a sua mãe e sua noiva, que ele provavelmente não voltaria. Quando seu pai chegou a vê-lo no hospital, foi-lhe dito para colocar as flores e o cartão que estava trazendo seu filho e ao invés dele dizer adeus. Wendell disse que sabe que ele estava inconsciente durante este período, mas ele tem lembranças vívidas da experiência. Ele lembra de ter visto a luz, uma luz intensa, pura diferente de tudo que ele já tinha experimentado. Enquanto as vozes em torno dele pediam-lhe para se agarrar à vida, Wendell lembra querendo ir para a luz.

Os médicos conseguiram reanimar Wendell, que admitiu a impossibilidade de comprovar a experiência que ele disse ter tido com a luz.

“Eu não posso provar isso, só que eu sou um milagre médico bem documentado “, disse ele, acrescentando: “tudo sobre minha vida (após a experiência) é diferente.” Enquanto Wendell fez uma recuperação física da parada cardíaca, emocionalmente , ele lutou.

“Saí do hospital e eu estou na mesma pele de antes mas tudo é diferente”, disse ele, descrevendo seus sentimentos. “Eu não sabia o que fazer. Eu queria ir para casa (para a luz), eu sabia que eu não quero estar aqui. Eu perdi meu medo da morte “, explicou Wendell, dizendo em seus piores dias, ele até pensou em se jogar na frente de um ônibus para alcançar seu objetivo de vida eterna.

Em vez disso, um dia, ele entrou na catedral vazia, a mesma catedral onde ele estava para se casar nos próximos meses. Ele pegou um pedaço de papel do chão e encontrou nele instruções para rezar uma novena, algo que ele nunca tinha feito. Wendell começou a rezar a novena, que era para ser feita em uma igreja, mas uma noite depois do trabalho, ele não poderia encontrar uma igreja aberta, em que a rezar. Ele se aproximou de um convento que ele conhecia em Hudson e pediu para usar a sua capela As irmãs concordaram com ele e com o tempo, ele começou a rezar o rosário regularmente com elas.

Nesta época, Wendell também aprendeu sobre Medjugorje, na Bósnia-Herzegovina, local de alegadas aparições marianas. Ele ficou ainda mais intrigado com Medjugorje quando chamou um amigo de escola, que se tornou um agente de viagens, para pedir sua ajuda no planejamento de sua lua de mel.

O amigo disse que tinha acabado de voltar de Medjugorje. Em vez de reservar uma viagem de lua de mel, Wendell encontrou-se a planear uma viagem à Europa e à Medjugorje para si e sua mãe de 62 anos de idade. Ele notou que, no momento ele não sabia como pagar a viagem, mas dias mais tarde, abriu sua caixa de correspondências e encontrou uma restituição inesperada de sua companhia de seguros de US $ 3.800.

A viagem a Medjugorje foi de mudança de vida, observou Wendell, e incluiu horas de confissão com um sacerdote da Irlanda. Enquanto estava lá, Wendell disse que sentiu os primeiros sinais de seu chamado ao sacerdócio. Minha resposta:” Eu sou o pior pecador do mundo “, lembrou. Ele também se lembra de pensar que ele amava sua noiva, pois eles tinham os nomes escolhidos para seus filhos nascituros. “Você deve estar pensando em outra pessoa”, falou com Deus.

Algum tempo depois de retornar de sua viagem, no entanto, ele e sua noiva mutuamente cancelaram o noivado. Wendell continuou empurrando para longe a idéia de sacerdócio, mesmo tentando escapar se mudando para Cozumel, no México. Ele finalmente voltou suas energias para uma organização sem fins lucrativos, fundada por ele, Covenant Ministries, para patrocinar eventos católicos.

Wendell também começou a compartilhar sua história de fé, com grupos de pessoas e, finalmente, passou a exercer o sacerdócio. Ele foi ordenado em maio de 2006, em Milwaukee, Wisconsin, e agora é pastor-associado da Paróquia Santo Angles em West Bend, Wisconsin.

Traduzido do inglês por Gabriel Paulino

Salve Maria!

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.