Testemunhos

Filha, recolhe as minhas jóias!

Gabriel Paulino
Escrito por Gabriel Paulino em 19 de fevereiro de 2014

Testemunho de Glória Cavalcante – Goiânia

testemunhoDurante uns 10 anos eu tive um sonho muito intrigante. Eu sonhava que me encontrava em um lugar espaçoso e que havia terminado de chover bastante. No sonho eu encontrava muitas jóias, de todas as formas e modelos, de todos os tamanhos. Parecia que todas as pessoas da região haviam perdido alguma peça de ouro. No sonho eu recolhia muitas jóias ,mas a quantidade era tão grande que em certo momento eu me tornava angustiada por não conseguir recolher tão grande numero de jóias perdidas.

Este sonho sempre vinha para mim, pelo menos duas vezes ao ano. De tal forma que eu dei um nome para o meu sonho: Em busca das jóias perdidas.

Durante muitos anos, quando o sonho voltava eu acordava e comentava com a minha familia, que queria entender aquele recado. Talvez Deus estivesse me alertando para o desapego aos bens materiais. E nada de entender o tal sonho.

Com o tempo fui me especializando de uma forma que durante as cenas do sonho, em que eu recolhia as jóias, eu tentava entender quem? tinha perdido tantas peças.

Em outubro de 2010 quando cheguei em Medjugorje (peregrinação Medjugorje Brasil 2010), logo fomos andar pela cidade, colina e montanha da cruz. Em uma Adoração noturna, após me confessar,entrei no altar circular junto a milhares de pessoas. A escuridão era profunda,mas altar e o banner com o rosto de Maria estavam iluminados. Parei por uns instantes olhando para o lindo rosto de Maria.

De repente surgiu nos meus olhos o sonho de tantos anos. Vi a imensidão de jóias que eu havia encontrado durante tantos sonhos repetidos.Então perguntei a Virgem qual era o recado dela para mim.

Neste momento me lembrei que ao chegar a Medjugorje eu recolhia os terços que são deixados pelas pessoas (milhares de terços são deixados) que visitam a cidade e os trago para o Brasil. Depois faço doações,para pessoas que se disponham a rezar pelas intenções de Maria.Neste momento as imagens das jóias e dos terços se misturaram na minha cabeça.

A Virgem me mostrou que meu pequeno gesto de amor ao terço,tinha um sentido muito amplo para Deus.Pude então sentir as doces palavras da Rainha da Paz em meu coração:

O TERÇO É UM PRESENTE DO MEU CORAÇAO PARA OS MEUS FILHOS, MAS ELES ME DEVOLVEM AOS PÉS DA MINHA IMAGEM. MINHA FILHA RECOLHE AS MINHAS JÓIAS, PARA QUE SEJAM USADAS CORRETAMENTE.

Passei os últimos dias da peregrinação, freneticamente a recolher os terços na colina de Maria, apesar de tantas pessoas não entenderem o que eu estava fazendo.

E hoje 11/Fevereiro ,Festa de Nossa Senhora de Lourdes, terminei de distribuir em uma comunidade carente,os terços que eu recolhi pelas ruas e praças de Medjugorje.

Em março de 1985 Nossa Senhora disse em Medjugorje:

“O terço não é um enfeite para casa como frequentemente é usado. Diga a todos que o rezem.”

Ave Maria Cheia de Graça.!!! Amém.

Maria da Glória Cavalcante – Goiânia – email: gloriacavalcante07@hotmail.com
PARA IRMOS JUNTOS A MEDJUGORJE FAVOR ENTRE EM CONTATO COM GABRIEL PAULINO NO EMAIL: medjugorjebrasil@gmail.com

Salve Maria!

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

One Reply to “Filha, recolhe as minhas jóias!”

Maria José Gil Conde

São histórias de vidas, tão diferentes umas das outras, que convergem na necessidade de ter uma resposta a esta simples questão alongada “O que faço aqui? Quem sou eu ? Porque vim? Para onde vou?”. Belissimos testemunhos, sérios, diretos, na 1ª pessoa, para juntar a tanta prova, que certamente o Papa Francisco irá tomando conhecimento. Aliás, como isto, creio que não teem existido tantos relatórios. Medjugorje. Ponto final. Minha forma de escrever. Só me admira como é que ficam tantos terços ali. Esquecimento? Não sei responder. Quem tiver possibilidade de ali ir, vá, porque terá uma resposta em privado…