Testemunhos

Eu fotografei Nossa Senhora em Medjugorje

Gabriel Paulino
Escrito por Gabriel Paulino em 20 de fevereiro de 2014

Testemunho de Gianni Romolotti – Itália

Gianni RomolottiEm 1 de maio de 1987 um cético Gianni Romolotti, publicitário de Milão, quebrado por suas experiências, chegou ao ponto de declarar-se “agnóstico e covarde”, se encontrava pela primeira vez em Medjugorje em companhia de sua mulher Mariana, ainda mais incrédula do que ele. Próximo a eles estava Grazia Viola, uma amiga que no dia anterior e os forçou a embarcar em um vôo fretado a Split, nos dois últimos dois lugares disponíveis com a promessa de fazê-los passar um final de semana fora da rotina. Era cerca de 18:40. A hora na qual desde 24 de junho de 1981, Nossa Senhora começou a aparecer na vila da Bósnia-Herzegovina a seis jovens que tinham entre cerca de 10 e 16 anos. “Graças a minha amiga Viola se demonstrou a palavra. Vi coisas extraordinárias. Olhava o sol a olho nu, algo normalmente impossível de fazê-lo. Éramos cerca de cem pessoas viam a mesma coisa. O sol rodava, dançava, pulsava, assumindo várias cores, primeira azul, depois vermelha, em seguida levantou-se, e finalmente se precipitou em direção a mim, tanto que instintivamente tivemos que proteger o rosto com as mãos. Na prática foi a mesma coisa que foi observada na cova da iria em 13 de outubro de 1917 a milhares de pessoas reunidas em torno dos três pastorinhos de Fátima, incluindo Avelino de Almeida, redator-chefe do jornal O SÉCULO, que colocou a notícia na primeira página. Foi a única vez na qual não me senti preso ao tempo e ao espaço. Disse a mim mesmo:”Gianni, a sua casa é aqui.” Minha mulher balbuciou: “Me parece o Apocalipse.”

No dia seguinte a mesma hora, Gianni Romolotti tem a idéia de registrar fotograficamente o surpreendente fenômeno com a sua câmera Olympus: “uma tentativa infantil” admite agora Gianni “talvez devido a sua formação profissional: as fotos tem sido a minha vida.”

foto da gospaMas o que aconteceu no quarto escuro, durante a revelação das fotos, de volta a Itália, o deixou sem fôlego: “um enquadramento nem vertical nem horizontal, enquanto eu me recordo perfeitamente de ter apontado a objetiva da câmera perpendicular ao terreno, em direção da Igreja. Ao lado das duas torres da Igreja, uma nuvem formava a silhueta de uma mulher. Pelo véu e pelo manto se diz que é a Virgem. Meu eu tenho certeza que naquele dia o céu estava claro, nem mesmo uma nuvem.” Desde então, Gianni Romolotti mantém o negativo da foto em uma caixa-forte e se declara “um fulminado”. Está convencido que a Rainha da Paz de Medjugorje o curou de um melanoma (câncer) no rosto. Agora sua vida mudou. Gianni escreve aos bispos para convencê-los da veracidade das aparições. Um deles, dom Luigi Negri, hoje enérgico bispo de San Marino, foi convencido a ir a Medjugorje por Gianni. Antes o bispo dizia: “maluquice! Os padres devem tirar férias nas montanhas e não próximo ao mar!” Depois de algum tempo o bispo o encontrou novamente e disse: “Sabes, Gianni, eu fui até Medjugorje. È surpreendente!”. O bispo confessou de ter falado com Bento XVI e ao final da conversa disse: “Santo Padre, se, como dizem em Medjugorje está satanás, bem, lhe asseguro que ele está trabalhando a nosso favor!”

 

Traduzido do italiano por Gabriel Paulino
Fonte: Jornal italiano I GIONRNALI, 27 de setembro de 2009 

Salve Maria!

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 Replies to “Eu fotografei Nossa Senhora em Medjugorje”

maria josé gil conde

Bem verdade, Gabriel. Eu tenho guardado estes testemunhos, em folhas A4, outros já estavam sendo corrigidos para o livro, os quais vc me enviou. Nada foi em vão, porque sou metódica. E este testemunho está já aqui em casa no PC. Quem me era ir lá, Gabriel. Precisava de olhar aquela “minha” Colina, esperar por um “mimo”, porque faz parte de mim. As pessoas, que teem lido o que escrevi, já com correção jornalistica e não só, ficam petrificadas e só dizem, que terão de ler “sempre”. Quando existe a verdade, as coisas não são simples e aqueles, que vislumbram a Mãe e não só, não podem viver na riqueza, para compreender o que sofrem os que nada teem.

LINDORICO GUERRA JUNIOR

Só emoção. Faltam-me palavras. Estou todos os dias na sala http://www.bol.com.br, bate-papo, chat católicos sala 1 e sala 2, divulgando o site https://www.medjugorjebrasil.com.br – sem medo de xinga-mentos e RIDICULARIZAÇÃO, e pedindo para que todos adentrem o site e confiram tudo o que eu divulgo. O mesmo faço nas salas de idades e evangélicos…