Segredos são revelados diariamente em Medjugorje

Segredos de medjugorje
Bernard Gallagher, Reino Unido

Durante a sua homilia na igreja de São Tiago em Medjugorje, um sacerdote irlandês mencionou os segredos de Medjugorje… mas também enfatizou que outros segredos são compartilhados diariamente com os sacerdotes em Medjugorje durante as confissões. Eu nunca tinha visto a coisa por este ângulo antes e isto me fez refletir durante todo o resto da minha recente peregrinação a Medjugorje.

Um outro incidente em que eu não parei de pensar depois de voltar para casa aconteceu quando fui me confessar em Medjugorje. Era tarde da noite, por volta das 21:00 quando eu me propus a encontrar um sacerdote que falasse inglês. Eu não fiquei surpreso de que ninguém estivesse por perto, pois era uma noite extremamente fria. O único confessionário que tinha uma luz indicando o seu funcionamento tinha alguns peregrinos italianos.

Então eu notei um pequeno grupo de quatro ou cinco mulheres do lado de fora da linha dos confessionários. O padre estava quase fechando a porta e terminando aquela noite. A placa na porta indicava que ele falava alemão e inglês, então eu perguntei se ele teria tempo para a minha confissão. Uma das senhoras do grupo brincou que o padre estaria mais do que feliz em ouvir um homem confessar após ter ouvido tantas mulheres!

O sacerdote retornou para o confessionário e sentou novamente em sua cadeira. Eu o segui e fechei a porta e perguntei a ele se eu poderia ficar em pé, pois estava incapaz de me ajoelhar com ambos os joelhos no genuflexório em frente dele. Até ajoelhar com um dos joelhos traria problemas.

Então o jovem padre alemão me surpreendeu quando se levantou e me disse para pegar a sua cadeira. Eu hesitei, mas ele insistiu. Era um sentimento estranho. Mas o que realmente me surpreendeu foi quando o padre se ajoelhou no genuflexório penitencial na minha frente. Eu esperava que ele ficasse de pé. Isto era uma completa inversão de papéis e eu disse a ele: “Isto me lembra o tempo em que Jesus se ajoelhou diante dos Seus discípulos para lavar os pés deles”. O padre sorriu e fez o sinal da cruz para começar a ouvir a minha confissão.

Este incidente realmente trouxe para mim que é Jesus, em realidade, com quem nós encontramos quando nós confessamos os nossos pecados, e que o sacerdote atua com toda a autoridade de Jesus quando somos absolvidos.

“Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: Sabeis o que vos fiz ? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós. Em verdade, em verdade vos digo: o servo não é maior do que o seu Senhor, nem o enviado é maior do que aquele que o enviou. Se compreenderdes estas coisas, sereis felizes, sob condição de as praticardes.” (João 13,12-17).

Fonte: Jornal on-line “The Spirit of Medjugorje” – fevereiro 2013

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *